in

Os carros mais espetaculares da década de 60

A partir de agora, você vai conferir os carros mais bem projetados e espetaculares da década de 60. E uma coisa é certa: os carros dessa década foram muito bem feitos. A personalidade com que eles chegaram ao mundo até hoje fazem deles como os mais invejáveis.

Bem, essa época ficou marcada por mudanças significativas na fabricação de carros, traçando um caminho a ser seguido, que até hoje, se evidencia. Ah, com o detalhe: neles existia bastante luxo e sofisticação.

A seguir, você vai comparar seu automóvel com os carros da década de 60.

Chevrolet Camaro – 1969

O Camaro da década de 60 ficou bastante conhecido não somente por causa da velocidade, mas porque era um carro muito potente. O modelo foi projetado especificamente para participar de corridas de arrancadas. Seu criador, Dick Harrell, o criou com 427 polegadas cubicas num motor V8 conhecido como ZL1.

Lincoln Continental Conversível -1961

Podemos dizer que o Lincoln Continental foi um dos carros mais extras ou exclusivos daquela época. Isso porque suas portas eram suicidas, sua marca era registrada e ainda contava com uma capota conversível. Ah, e sua garantia era de dois anos e 24 mil milhas.

Buick Electra 225 – 1963

A repaginação do Buick Electra 225 aconteceu em 1962, mas a única coisa que ficou igual foram “ventiports”, ou seja, a saída de ar pelo paralama, sendo isso uma assinatura da empresa. Em cima do capô, Biuck equipou o carro com um V8 de 401 com polegadas cúbicas de 6,5l, aumentando sua potência.

Ford Thunderbird Conversível – 1966    

O Ford Thunderbird nunca foi comercializado como um carro esportivo, sendo um dos primeiros veículos de luxo. Aliás, esse carro possuía tanto luxo que foi apresentado no filme “Thelma & Louise”, de Ridley Scott.

Plymouth Roadrunner Hemi 1968

O Plymouth Roadrunner Hemi foi uma escolha popular nos anos 60. Isso porque ele trazia um pacote básico para quem procurava um muscle car. Seu foco também era desempenho, deixando de lado complexidade e requinte e seu conceito era internacional.

Chevy Chevelle – 1967

Os mais empolgados com o Chevy Chevelle, de forma geral, escolhem dois modelos: 1967 e 1970. Além disso, esse carro foi criado novamente em 1967 com o seguinte folheto de vendas:

“O que você verá dentro provavelmente causará uma forte compulsão para dirigir”.

O modelo de 1967 possuía um freio de dupla cilindro com os freios de disco dianteiro, disponível em todos os modelos. Além disso, seu aro 14 e sua traseira redesenhada deixavam o visual ainda mais bonito.

Ford Mustang 428 Cobra Jet – 1969

O ano era 1969, a Ford então, cria uma versão mais nova e bastante poderosa de um dos carros mais legais de todos os tempos: o Mustang. Esse modelo batia de frente aos Firebirds e Camaros da época. Seu motor V8 com 428 polegadas cúbicas de 7,0L trazia cabeçotes de válvulas menores que o Mustang padrão.

Shelby GT 350 – 1965

Todos os Shelby GT 350 foram pintados de branco e suas baterias foram instaladas no porta malas. Assim, as pessoas começaram a reclamar do cheiro de fumaça. Foi a partir daí, que houve mudanças. Essa versão também possuía outra característica: apenas uma versão de câmbio manual.

Ferrari 250 PF Cabriolet – 1960

Em 1960, uma das montadoras mais conceituadas do mundo lançou a Ferrari 250 PF Cabriolet. A ideia era oferecer algo que nenhuma outra montadora tinha trazido até então: um modelo que servisse para andar pelas ruas ou para quem quisesse andar por estradas longas. Seu motor era um Colombo V12 com 3,0 litros.

GT K-Code Fastback – 1965

Podemos dizer que o GT K-Code Fastback era o carro que praticamente todo mundo queria em sua garagem. Seu motor era conhecido por causa do alto desempenho, deixando outros automóveis para trás. Assim, sua popularidade era altíssima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

combustível

7 dicas para economizar combustível

carros

Os carros que saíram de linha mas até hoje estão no coração dos brasileiros