in

Kit de embreagem: sinais de que você precisa trocar o da sua moto

Para evitar desagradáveis surpresas, separamos alguns sinais que apontam a hora de trocar o kit de embreagem da moto.

A embreagem é um componente vital de qualquer moto. Ela é responsável pela ligação entre o motor e a caixa de marchas, que por sua vez é conectada às rodas da moto. Em outras palavras, a embreagem conecta o motor à caixa de marchas, permitindo sua alteração, fornecendo para as rodas mais ou menos potência.

Desta forma, é de suma importância que a embreagem esteja em bom pleno funcionamento, caso contrário, não será possível trocar as marchass e se a troca for feita de maneira forçada, pode danificar seriamente a moto.

1.     Endurecimento do manete da embreagem

O primeiro sinal de que algum elemento do kit de embreagem está com o funcionamento contado é o endurecimento do acionamento do manete, ou seja, dificuldade em apertar a embreagem. Quando a força correta para acionar a embreagem é bastante grande, é um sinal de que ela já está muito desgastada, precisando de maior atenção.

Isso pode ocorrer tanto nos sistemas de embreagem acionados via cabo como nas embreagens hidráulicas. No primeiro caso, o endurecimento pode diz que o cabo está desgastado e prestes a se romper, fazendo com que não aconteça curso suficiente no manete e na embreagem para que ela se desacople por total.

Já no segundo caso, a embreagem é de forma natural muito pesada (motos mais potentes) e necessita de assistência hidráulica para seu acionamento. Quando acontece uma falha nesse sistema, o manete fica muito dura e, em alguns casos, pode até parecer travado por causa da força necessária para poder acioná-lo.

Ao perceber que o manete está muito duro, o correto é agendar a substituição da embreagem. Além de o componente estar muito desgastado, o maior esforço do piloto para acioná-lo pode danificar a direção, podendo até mesmo ocasionar acidentes.

2.     Maior dificuldade para arrancar

Na hora de arrancar com a moto, logo a começa a soltar o manete e iniciar o acelerador, se ela não responder ao comando ou estiver com dificuldade de arrancar, é um sinal de que vai ser preciso trocar o kit de embreagem.

Isso pode acontecer de diversas formas, mas as mais comuns são, na hora de soltar o manete para arrancar, o curso da embreagem estar muito grande e a moto não arrancar aos poucos. Na verdade, ela sai quase de surpresa, como se o disco de embreagem estivesse sido solto de uma vez, mesmo que o moto tenha aliviado a pressão suavemente da manete.

Já o outro caso é quando a embreagem passa a patinar. Isso acontece por causa da falta de aderência do disco de embreagem e a sensação, para o piloto, é parecida com aquela de dirigir uma mobilete, onde é preciso somente acelerar para que a moto comece a se mexer apenas com o giro alto. O forte cheiro de queimado também é um indício, nesse caso.

Esta degradação do componente é preocupante, principalmente quando o estiver andando em subidas. A dificuldade para arrancar pode fazer a moto voltar ladeira abaixo, podendo, inclusive, causar acidente, ou seja, a queda do motociclista.

3.     Trepidações durante a arrancada

Este é o sintoma mais característico que a embreagem deve ser trocada. Quando o componente está bastante desgastado, ao arrancar, a moto trepida bastante e também demora para que as marchas sejam acionadas.

Este sinal de fácil percepção, pois as trepidações são muito características e incomodam muito na condução. Em alguns casos, a moto pode “patinar” um pouco na hora da arrancada ou da troca de marchas.

Ao perceber qualquer um destes sinais, o piloto deve notar melhor o funcionamento da moto para detectar outros sintomas. Geralmente, todos eles aparecem de forma simultânea, sendo fácil a percepção.

É aconselhado não esperar bastante tempo para fazer a troca da embreagem, pois rodar demais com ela desgastada pode forçar a parte mecânica da moto, causando o aparecimento de novos danos ou deteriorando mais componentes.

É importante que o proprietário tenha a mania de ficar atento ao funcionamento da moto, sempre conectado com a máquina, buscando novas tecnologias e serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

moto

Sua moto tem faísca mas não pega? Veja as possíveis causas

Sistema keyless

Sistema keyless: todas as vantagens dessa tecnologia para seu veículo