in

Dicas de mecânica para motos que você precisa saber

A grande maioria dos motociclistas amam sua máquina. Muitos deles têm tanto carinho por ela, que chegam a considerá-la uma filha. E todo o cuidado é fundamental para manter tudo em perfeito funcionamento e evitar problemas.

E para isso, existe algumas dicas de mecânica para motos que podem ajudar, especialmente, se você tem oficina e deseja atender a esse público. Também podemos destacar que nossas dicas atendem os pilotos que desejam manter sua máquina em dia.

Bem, entenda: revisões regulares impacta diretamente na confiabilidade e, principalmente, na segurança da sua moto.

Agora, confira nossas dicas para manter sua moto em dia.

Importância de manter em dia a mecânica para motos

  • Desempenho correto na rua e na estrada;
  • Economia de combustível;
  • Economia de óleo lubrificante;
  • Maior estabilidade na condução;
  • Diminuição de acidentes ou problemas mecânicos;
  • Menores custos com compra de peças e consertos.
  •  

Principais cuidados na mecânica para motos

Se você é mecânico ou piloto e quer garantir o melhor aproveitamento da moto e, de quebra, evitar dores de cabeça e prejuízos com consertos e trocas de peças, não deixe de conferir cada dica que separamos. A seguir e, claro, segui-las diariamente.

1.     Lubrificação da corrente

A grande maioria dos fabricantes de motos recomenda que a lubrificação da corrente aconteça a cada 500 km. Esse procedimento, quando feito corretamente, evita o desgaste da corrente e aumenta sua vida útil e garantindo confiabilidade.

Muitos motociclistas evitam lubrificar a corrente por causa das marcas e manchas temporárias que o procedimento deixa nas rodas traseiras. Sendo assim, é papel do mecânico lembrar que a troca de um kit de uma moto importada pode chegar ao valor de US$700. Portanto, é bem melhor e muito mais barato fazer corretamente a lubrificação e lavar a moto semanalmente, não concorda?

2.     Calibragem dos pneus

A calibragem dos pneus muda diversos aspectos da mecânica das motos, como o consumo de combustível, segurança da máquina e boa performance do motor. É recomendado calibrar os pneus quinzenalmente, sempre utilizando a pressão definida pelo fabricante, informação que pode ser encontrada no manual da sua moto.

3.     Trocar o óleo e o filtro nos intervalos corretos

O óleo lubrificante é o maior responsável por evitar o desgaste das peças móveis do motor, limpar suas partes internas e retirar impurezas. A troca de óleo compõe o programa de manutenção preventiva da moto, sendo efetuada em todas as revisões.

Caso a quilometragem de troca chegue antes da revisão, ela deve ser antecipada para que não aconteça nenhum tipo de desgaste. Geralmente, a troca de óleo deve ser efetuada a cada 3.000 km, então, fique de olho.

4.       Verificar os parafusos

É aconselhável que os donos tenham o hábito de verificar regularmente os parafusos da carenagem, das rodas e suporte. A alta vibração, provocada pelo motor e por tipos de calçamento das ruas, pode folgar os parafusos ao longo do tempo. Por isso, é essencial conferir e ajustá-los sempre que possível e necessário.

5.     Acertar as suspensões

Sem dúvidas, as suspensões são de suma importância para o conforto, segurança e desempenho do motociclista, em especial para quem curte terrenos mais off-road. No entanto, quando o assunto é mecânico, essa parte só costuma ser verificada quando acontece algum problema específico.

Sempre que possível, regule as molas e a suspensão da moto. Para isso, fique de olho no parafuso de compreensão e na porca principal. Na roda traseira, essas peças estão na parte de cima do amortecedor. Já na roda da frente, a compressão pode ficar em cima e o parafuso do retorno embaixo.

6.     Conferir os cabos de freio e de embreagem

Na mecânica para motos, os cabos são fundamentais para o bom andamento/funcionamento do motor. Eles devem obrigatoriamente passar por revisões frequentes e, se necessário, serem trocados se houver ressecamento, desgaste, quebras, mal contato ou qualquer anormalidade que prejudique o bom funcionamento da máquina e, até mesmo, deixar o piloto na mão.

Por causa disso, confira sempre a conservação dessas peças e não espere que cheguem ao máximo de sua vida útil. Afinal, elas não são caros e são extremamente importantes.

Para finalizar, como dica extra, o motociclista sempre deve ter um cabo (tanto de freio, como de embreagem) de reserva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

combustível

Dicas para economizar o combustível da moto

Filtro de combustível

Filtro de combustível: quando trocá-lo?